Previsões Astrológicas – março de 2014

Previsões astrológicas

Professor Nettunnus Boccattus

Áries

A capacidade de não desistir de postar mensagens no Facebook é o que a ajuda nas batalhas da vida. É uma compulsão que não para de crescer. Você sentirá uma enorme necessidade de colocar fotos nuas suas, em posições provocantes. Vá em frente, ariana, combata com firmeza o preconceito! Não importa sua idade ou peso, o exibicionismo é livre. Coloque embaixo de cada foto: curta-me ou apavora-te!

Touro

Momento de muita turbulência. Se você não estiver dentro de um avião, pode ser falta de sexo. Nada de buscar solução na Igreja, no psicólogo ou naquele seu amigo filósofo zen-ioga. Nesse momento não adianta rezar, procurar traumas no passado ou murmurar mantras “Om om om om”. Nesse hora, é fundamental ser objetiva e guerreira. Vá à luta e peça uma pizza pelo telefone! A solução poderá chegar de moto.

Gêmeos

Quando parece que as coisas estão ficando atravancadas, é preciso verificar se você não está agüentando mais coisas do que pode dar conta. É tempo de aceitar a dura realidade de seus limites e evitar uma tragédia. Comece recusando-se a fazer amor com seu marido, que quando casou era magro e hoje é obeso-skol. Evite morrer sufocada por peso e bafo.

Câncer

Cenário astral vai se tornando mais favorável. As nuvens começam a se dissipar e aparecerá no horizonte um lindo poeta do Facebook, montado num cavalo branco, que a tomará nos braços e cavalgará em direção às montanhas. Sua sensação será de sonho. Ele a despirá e a deitará sobre um lindo colchão de margaridas. Em seguida, de pé e diante de você, ele tirará a camisa, a calça, a cueca, a peruca, a perereca (a dentadura, não o órgão genital) e sussurrará: “começarei beijando sua aura, minha deusa…”

Leão

Clima astral exige paciência e discernimento. É tempo de investir com segurança e garantir o futuro. Comece a visitar o Zé Dirceu, o Delúbio e o João Paulo em suas celas 5 estrelas. Leve quitutes sofisticados para eles durante um mês. Daqui a seis meses, quando deverão ser soltos de seus resorts, certamente não esquecerão de você. Peça para ser assessora da Rosemary, secretária do Lula. Você viverá no paraíso.

Virgem

A partir de hoje e nos próximos dias, entregar-se ao deleite de um amor, de um encontro de almas profundo, será o programa perfeito. Caso você esteja sem ninguém, convide o Ronnie Von. Se ele topar, vai chamá-la de bonitinha. Se ele não topar, abra uma champanha, dispa-se, deite-se em lençóis de seda e ame-se enlouquecidamente.

Libra

A lua em Aquário facilita o fluir das relações amorosas e você terá chance de conferir se o seu amor está indo mesmo na mesma direção que a sua. Siga-o de táxi.

Escorpião

Nem sempre você acorda de bom humor. Também, pudera! Acordar todos os dias ao lado do Revonaldo, não é mole, mas, foi você quem escolheu! Claro, não havia muitas opções, a situação estava difícil e você teve que partir para a ignorância, isto é, para o Revonaldo. Escorpiana, enfrente de peito aberto a ditadura do orgasmo! Escreva para a revista Nova em tom desafiante: “Revista Nova: para mim orgasmo é que nem filho. Ter ou não ter é um problema meu e do Revonaldo. Sua editora, suas colunistas e suas repórteres, não tem nada a ver com isso. Vão procurar os orgasmos de vocês!”

Sagitário

A objetividade e a firmeza são importantes para manter as decisões e o planejamento nas adversidades. Telefone para todos os seus credores e diga firmemente: “Não pagarei!”

Capricórnio

Ultimamente você resolveu cismar que o brasileiro é um povinho de bosta. Com tanto político roubando, tanta violência, tanto desrespeito, tanta calhordice e as pessoas apenas se preocupando com beijo gay na TV, quem tá comendo quem no BBB, se Daniela Mercury e esposa se amam, e uma sucessão sem fim de mediocridades. Pare com esse complexo de culpa e resolva isso de uma vez! Vá até a janela do seu apartamento e berre a pelnos pulmões: “Ô Pooooovo de merdaaaaaa!”

Aquário

Com a lua transitando em seu signo hoje e amanhã, você entra de mansinho no clima carnavalesco. Mas, olha lá! Não vá pagar mico cantando marchinhas como “Mamãe eu Quero mamar”, “Jardineira” e “Máscara Negra”, hein! Nada disso! Assim vão pensar que você é babaca. Cante poesias contemporâneas como “Tô a fim do teu bundão”, “Vou arregaçar essa cachorra!”, “Vou traçar essa vadia!”

 Peixes

O equilíbrio emocional tem a confiança como um dos seus pilares. Isso significa que esse astrólogo não sabia mais o que escrever, então inventou essa frase idiota.

Anúncios

Consultório Sentimental 2014 – 1a consulta

Consultório Sentimental

Profissional responsável: Sexóloga Abbddas Boccattus

Prezada Dra Abbddas,

Aos 29 anos, ainda virgem, casei-me com Rodolfo, que acabara de completar  32 primaveras. Nossa união durou dois anos e foi marcada por desentendimentos e insatisfações. Folfo era muito truculento, ríspido, ansioso e mandão, falava alto, com muitos palavrões, talvez prá compensar seus problemas crônicos de ereção incompleta, sempre meia bomba o que prejudicava tremendamente a consumação do ato. Quando nos separamos, eu ainda era virgem e não tinha a menor noção do que significava orgasmo. Embora ele achasse o contrário, jamais o traí. Meses depois de nosso divórcio, conheci um cara no Facebook chamado Antero Espada de Aço. Confesso que fiquei curiosa, achei que era um sinal do tipo que o Paulo Coelho recebe, uma compensação divina e, um mês depois, marcamos encontro. Nova decepção, a espada não passava de um pequeno canivete cego, sem corte. Minha situação continuou inalterada, muito difícil.

Agora, no próprio Face, conheci Avelino, que se identifica em seu perfil, como “Poeta das Almas Fêmeas, sensível, solteiro, conhecedor da psique feminina e macho fogoso”. Achei meio estranho ele colocar esses predicados, mas, pensei: pô, se o cara tem coragem de se apresentar assim, é porque confia no próprio taco. E como eu me encontrava em condições desesperadoras resolvi aceitar seu convite, marcamos encontro e ele foi me buscar em casa. Apareceu num Dodge Dart conversível abóbora, a mesma cor adotada para seus poucos cabelos na cabeça e seu enorme bigode. Muito estranho, pensei, essa fixação em tom abóbora…

Ao saltar para me cumprimentar, pude observar que ele calçava botinhas de saltos 15 cm, o que lhe garantia uma altura de mais ou menos 1,62m.

Um pouco confusa, entrei no carro e fomos para o restaurante La Mole na Barra da Tijuca.

Durante o jantar, no qual eu comi Nhoque aos quatro queijos e ele Lasanha à bolognesa, Avelino me revelou que cultivava a cor abóbora porque uma vidente previra há muitos anos que essa era a cor de sua vida e que se ele se mantivesse fiel à essa tonalidade, seria agraciado com uma grande fortuna. Tal profecia ainda não se concretizou, mas ele se mantém crédulo.

Prá encurtar: acabamos num motel. Depois de uns Camparis, preparei-me e fiquei sob os lençóis, aguardando-o retornar do banheiro. Porém, quando ele surgiu pelado, apenas de botinhas, com todos os pelos do corpo pintados de abóbora, eu tive um ataque de riso, cheguei a passar mal. Ele ficou uma fera, vestiu a roupa e se mandou do motel.

Dra Abbddas, será que o meu destino é sofrer? Será que minha sina é me envolver com homens esquisitos? Qual é afinal o meu problema?

Zildette Moura, fonoaudióloga – RJ

Minha querida Zil,

Não é difícil detectar o seu problema: você, como tantas outras mulheres, ainda acredita em príncipes encantados!

Isso jamais existiu, cara amiga! Acontece que o Facebook, ao qual você recorre em busca do amor de sua vida, é a maior fábrica de homens incríveis do planeta. Minha estimada e sonhadora amiga, vê se acorda! São todos virtuais!

Tenho uma consulente que saiu com um príncipe do Face porque ele se anunciava como amante das rosas, um advogado zen, que meditava todos os dias ao por do sol. Saíram uma, duas e, na terceira vez, ele cismou que ela estava dando bola pro garçom e embolachou-a ali mesmo, no meio do salão. Até o cozinheiro teve que vir ajudar a segurar o homem-ternura.

Uma outra encantou-se com um psiquiatra de “alma feminina”, que postava textos em que ele dizia ser importante discutir a relação profundamente, e valorizava a forma doce e suave com que o homem deveria tocar a fêmea, de maneira que o frisson começasse na pele e tomasse conta do corpo e da alma . Nas três primeiras vezes em que saíram, o psiquiatra dos sonhos mostrou-se um ser afetuoso, inteligente, atencioso.  Na quarta e última vez, ela sugeriu irem ao cinema, assistir ‘Ninfomaníaca’. Ah! Prá que minha amiga! O sujeito ficou vermelho como um pimentão, encarou-a transtornado e berrou: “Minha mãe jamais a aceitaria como minha namorada! Mamãe era uma mulher pura! E você ousa sugerir um filme desses? Fora do meu carro sua vadia! Você jamais ofenderá a memória de minha mãezinha!”

Pois é minha amiga, tem tudo quanto é tipo de maluco, disfarçado de virtuoso. Meu conselho: acabe com essa procura de parceiros no Face e foque em supermercados.

Tem muito cara sozinho fazendo compras. Ataque preferencialmente os que comprarem queijo brie e geléia de damasco. Não vou explicar por que. Confie no meu sexto sentido. Você não tem alternativa.

Abbddas Boccattus, uma sexóloga insatisfeita como você!

Meu amado Facebook

Meu querido Facebook

Querido Facebook,

Hoje acordei mais tarde do que o habitual e por isso é que só agora entrei em minha página. Sentiu a minha falta, Face? Se por acaso sentiu, a culpa é minha, afinal eu sempre mimei você, acostumei-o com a minha presença 14 horas por dia. Só paro para dormir, tomar banho, escovar os dentes, me vestir e ir ao banheiro. Se bem que, quando faço o número 2, levo você junto e fico conectada. Prometo jamais dormir tanto outra vez. E vou lhe confessar uma coisa: eu também senti muito a sua falta. E digo mais, não posso viver sem você, amado Face.

Hoje o pessoal tá super animado, colocando um monte de posts! Olha esse aqui da Alzira: “Se as flores do seu vaso murcharem, troque-as mas preserve o vaso. Se o seu amor murchar, troque-o mas mantenha o sofá”. Que coisa mais linda! Alzirinha é supersensível…

A Ivete postou uma foto da mãe dela na cadeira de balanço, tirando uma soneca. Eu não vou curtir, porque ela não curtiu três posts meus. O que mais me magoou foi ela não ter curtido a foto de meu sobrinho no bercinho, de boné, com orelhas do Mickey. Tá na cara que ela tem inveja de mim.

Olha aqui a foto da Gildete com a família na churrascaria. Eu não vou com a cara dela, mas vou curtir porque senão ela não vai curtir meus posts. Mas que a família dela é muito estranha, isso é!

Veja esse aqui do Eliomar, meu amigo poeta: “A paixão, assim como as marés, enchem e esvaziam. Mas eu a amo sempre, querida, não me importa se a maré está alta ou baixa”. Profundérrimo! Gozado que eu conheço o Eliomar há uns quinze anos, sempre foi um cara retraído, dedicado ao seu escritório de contabilidade. Aqui no Face, ele se revelou um poeta iluminado.

Hoje eu já coloquei quatro fotos minhas. Uma no fogão, fazendo macarrão, outra no Carnaval de 1984, fantasiada de Mulher Maravilha, outra sorrindo junto a uma roseira e outra na minha primeira comunhão. Quatro pessoas curtiram e o Josué comentou que eu estou gatésima. Olha esse post aqui do Marianinho: “Água de morro abaixo, fogo de morro acima e carentes do facebook quando disparam a postar, ninguém segura!” kkkkkkk, rsrsrsrsrs, huahuahua, o Marianinho é muito fofo!

Argh! Veja essa foto da Zuleica brindando com o marido. A peruca dele parece um xaxim. Um horror! Detesto ela, mas vou curtir que é prá ela não desconfiar.

A Julinha mudou outra vez a foto dela do perfil. Que medo!

Bem, meu querido Face, o dia está apenas começando, mãos à obra porque eu tenho 2.870 posts para colocar.

Vou começar com a minha mensagem diária a todos: “Booooommmm diiiaaaaaa gente linda!!!!! Adoro vocês demaissssss! Um dengo nas auras!!! Raios de sol no coração de cada um!!! Arco Íris na alma de todoooossssss!!! Beijjuuusssssssss!!!!”

Hoje eu estou cheia de amor prá compartilhar…

Te curto demais, meu Face!

Bijuuuuusss

Melissinha Guerreira

O país tá dominado

O país tá dominado

Há alguns anos, as eleições presidenciais em PAFACO – País do Faz de Conta, deram a vitória a Lalá, operário aposentado após quatro anos de trabalho devido a uma unha encravada, homem do povo, líder de um partido que combatia a corrupção, os grandes cartéis e defendia as causas sociais. A população ansiava por um novo país com menos desigualdades, livre dos políticos ladrões, da falta de investimentos em educação, saúde, transporte e segurança pública. Foi exatamente esta nova nação que aquele homem tosco, semi-analfabeto, sem compostura, sem educação, sem vergonha e que compreendia o sentimento dos mais pobres estava prometendo. Esse Novo Messias obteve expressiva votação por parte de todas as classes sociais, irmanadas na esperança do novo país.

Logo na primeira reunião ministerial, Lalá foi direto e informou ao bando, as diretrizes de seu governo:

“Manos, promoveremos a união com a elite que domina esse país há décadas, escolherei pessoalmente uma grande empreiteira para minha parceira aqui e no exterior e faremos um grande programa de esmolas mensais para calar a boca do povão, que é, afinal, a grande maioria nesta nação. Ou seja, o restrito grupo de poderosos não só continuará mamando, como também aumentará extraordinariamente os seus lucros e dará cambalhotas de euforia com os resultados recordes que obterão e o populacho, por sua vez ficará eternamente grato com as mensalidades. Daí, meu governo mantendo nas mãos esses dois segmentos da sociedade, não precisará de mais nada. Aquela classezinha social que fica no meio, enchendo o saco, cheia de babaquices politicamente corretas no facebook e passeatas com mensagens indignadas pelas ruas, eu quero que se dane. O tal de facebook é uma ilusão e quanto às passeatas, a gente infiltra um monte de bandidos e baderneiros no meio e acaba logo com elas”.

Com o apoio da elite e do povão, Lalá governou por dois mandatos e conseguiu eleger sua ministra, a primeira presidenta da história do PAFACO.

Esta se tornou a rainha do teleprompter, sempre fingindo falar de improviso o que os assessores de Lalá escrevem para seus inflamados e vazios discursos. Não tem a menor noção do que está acontecendo, só não quer que seu topete armado à base de quilos de laquê, desmorone.

Hoje em dia, Lalá passa parte do tempo viajando e fazendo negócios como relações públicas para a tal grande empreiteira com que se juntou em seu governo e na outra parte permanece vendendo ilusões ao povão, buscando garantir a continuidade de seu bando no comando do país desgovernado.

Lalá chegou a aventar a hipótese de lançar a candidatura do filho à presidência, mas desistiu para não atrapalhar sua fulminante carreira de empresário de grande sucesso, a tal ponto que, em pouco tempo, Lalinho caminha para se tornar um dos homens mais ricos desse país.

Antes de se tornar um magnata das telecomunicações, o brilhante rapaz era gerente do Pesque & Pague do Valtão, no interior de São Paulo.

Quanto ao PAFACO, tá tudo dominado, conforme previra Lalá: os cidadãos de bem estão acuados, sem saber prá onde correr e com quem contar. Indústria sucateada, estradas destruídas, educação e saúde naufragando, segurança pública presenciando crimes bárbaros, e a corrupção desenfreada comendo solta, como nunca antes na história desse país, mas que, como disse Lalá em momento de grande estadista a um de seus asseclas, “está saindo na urina”.

Como está faltando água nas torneiras de todo o país, o governo estuda a possibilidade de aproveitar a enorme produção desse líquido e distribuí-lo em carros pipa para a população, lançando um novo programa social: Urina Para Todos!

Troféu Narciso 2014 – 1a rodada

A humanidade caminha para um mundo melhor, no qual ninguém deixará de amar e ser amado. Todos viverão o sonho do amor pleno, absolutamente fiel. Adeus solidão! Cada vez mais adeptos se entregam à paixão incondicional por seus próprios rostos e corpos, seguindo o caminho desbravado por artistas e celebridades, grandes praticantes e propagadores dessa avassaladora e sincera forma de amar. O Amor Narciso está no ar e 2014 promete ser um ano inesquecível! Egolatria para todos!  Entre nessa magia você também, sem medo e sem nexo!

luciana-gimenez-segura-de-si_01

“Não entendo essas pessoas que falam que estão muito melhores aos 40 anos. Eu era bem melhor aos 20! De que adianta cabeça boa, se o corpo está caindo? De que adianta mente ótima e bunda caída?”

Luciana Gimenez, apresentadora e intelectual, demonstrando preocupação com o seu desenvolvimento cultural.

mariaimagesCA79MJBK

“O relógio biológico pede a maternidade. Penso em ter filhos, gosto muito de criança”

Maria Gadú, cantora que anda pensando em atender ao pedido de um relógio biológico e ter um filho com ele.

Troféu Narciso - Premiação

“Não acredito em amor entre homem mais velho e mulher mais nova. Homem velho é muito chato”

Susana Vieira, atriz, que acredita no amor desinteressado dos homens jovens por ela.

anciãoimagesCA5YVH18

“Não acreditamos no amor desinteressado entre homens jovens e Susana Vieira. Susana é muito chata”

ADHOMAVE – Associação dos Homens Mais Velhos

abcclip_image001

“Não quero ter cara de 20 anos. Quero ser a mais bonita e gostosa da minha geração”

Claudia Raia, atriz, demonstrando profunda preocupação social

claudia-raia-268

“Nunca fui simplesinha. Sou exagerada em tudo: no tamanho, no humor e no sexo”

Cláudia Raia, atriz, deixando muitos em dúvida se é exagerada para fazer sexo ou se possui um sexo de proporções exageradas.

Mulherparrudacriatura_mulher_musculo_bikini

“Tudo em mim é exagerado. Meu bíceps, meu tríceps e meu clitóris”

Pammella Boccattus, atriz super intensa e autora do best seller “Qual é o tamanho do seu negócio?”
Ivetebanner-home-23

“Adoro ser chamada de gostosa. Nunca me senti tão bonita quanto agora”

Ivete Sangalo, cantora, em momento de reflexão fransciscana.

reynaldo68740-reynaldo-gianecchini-020211-1-original

“A beleza atrapalha. É como se, por ser belo, eu não pudesse ser talentoso”

Reynaldo Gianecchini, ator, explicando que além de belo é talentoso.

Eggobbellus Boccattus

“Meu rosto perfeito, meu corpo exuberante, minha voz melodiosa e meu talento nunca me atrapalharam na hora do sexo. Pelo contrário, quanto mais me olho no espelho, mais me desejo”

Eggobbellus Boccattus, ex-modelo, ator de novelas e atualmente em cartaz no teatro, com o monólogo “Deus e Eu, não necessariamente nessa ordem”

carolina99921_ext_arquivo

“Sempre fiquei linda de noiva nas novelas. Mas na vida real, quando me casei, estava uma orca assassina”
Carolina Dieckmann, atriz, sincera ao comentar sobre sua beleza nos papéis de noiva em novelas e fingindo que se achou feia no casamento

Marta_Suplicy

“Nós temos é que ficar tão fortes e contentes com a Copa que, se aparecer ‘Black Blog’, o povo vai escorraçar ‘black bloc…blog’”

Marta Suplicy, genial ministra da cultura, relaxando e gozando com a situação dos trabalhadores e cidadãos de bem que padecem com a violência e baderna generalizadas nas ruas.

Você já focou hoje?

Você já focou hoje

Como muita gente já sabe, Ruddes, primo de Innoccenccius, é o membro mais intolerante da família Boccattus, chegando, com frequencia, às raias da inconveniência social.

Tanto que, em uma fase de crise mais aguda, decidiu viver como ermitão, arrumou emprego de faroleiro e foi morar numa ilha do litoral paulista. Mas já faz um tempinho que desistiu e voltou a viver no Rio de Janeiro, em seu apartamento do Leblon. E como era de se esperar, suas análises implacáveis vieram junto com ele.

Só que dessa vez, Innoccenccius acha que ele tem certa razão, descontados os exageros inerentes à sua personalidade exuberantemente crítica.

Ocorre que Ruddes acordou mais mal humorado do que de costume e resolveu desabafar, desfiando comentários ácidos sobre seu alvo preferido, os chamados clichês contemporâneos.

“Innoccenccius”, começou ele, “a naturalidade acabou, tá todo mundo representando, tá valendo tudo, a embromação se espalhou por tudo que é canto!”

“Como assim, primo?”.

“Olha, se eu ficar elencando, vamos passar o final de semana, aqui, sentados. Darei apenas alguns exemplos: a mídia está cheia de especialistas, é expert em política, futebol, vinho, comida, estilo, fofoca, maquiagem, carro, roupa, viagem, mundo corporativo, condomínio, sustentabilidade, sexo, cabelo, anjos, duendes, espinhela caída e um monte de outros mais, ocupando espaços em rádio, televisão, revista e jornal. E vale chute prá todo lado, já que tudo é questão de ponto de vista. E ponto de vista é igual a umbigo, cada um tem o seu”.

“Concordo, Ruddes, mas o nosso querido e calhorda primo, Macchus Boccattus, fez desse limão uma limonada e, em vez de se irritar com essas coisas, preferiu aproveitar a maré: desde o mês passado está comandando um programa diário de uma hora na Rádio Batom, apresentando-se como “Bacharel em Anatomia Feminina”.

“Pô, mas o que é isso?”

“Você sabe que o Macchus é viciado em mulher, não sabe? E vive maquinando planos prá chegar junto delas. Daí que, quando ele sacou que nos dias de hoje, quem inventa moda esquisita se dá bem, bolou o programa no qual as ouvintes enviam fotos, na maioria das vezes em trajes sumários, falando de seus complexos ou insatisfações sobre algum detalhe de seus corpos. Aí o cara de pau dá conselhos, sugerindo soluções prá resolver ou apontando motivos positivos para elas aceitarem seus problemas. E, uma vez por mês, analisa as fotos e seleciona uma das moças para jantar com ele e concorrer no final do ano, ao título de Miss Anatomia. Mais picareta impossível, não?”

“E ele consegue alguma audiência com essa presepada?”

“Se consegue audiência? Macchus está simplesmente bombando, conquistando um número cada vez maior de ouvintes e consultas!”

“É, primo, atualmente, ou se adere à idiotice vigente, ou se vive como excluído”.

“Ah!”, acrescentou Innoccenccius, “e ainda tem o bordão com que o cretino abre o programa diariamente, aproveitando essa onda atual na qual os gurus de auto-ajuda só falam em ‘focar’. Escuta só a pérola do nosso priminho”:

“Minha querida amiga, você é a maior responsável por seu destino, sua mente é poderosa, capaz de turbinar sua carreira profissional, sua vida amorosa e embelezar seu corpo. Eu sou apenas o amigo de todas as horas, o seu anjo da guarda. E como sempre, aqui vai o primeiro lembrete do dia: Você já focou hoje?”

 

 

 

 

Mamando nas gigantescas tetas da viúva adormecida

Pirâmide Sexual

Ano novo, vida velha. Claro, existem variações, mas tudo dentro dos limites impostos pelo imenso Curral onde encenamos nossas novelas diárias.

Você poderá rir, chorar, dar cambalhotas, espernear, elogiar, criticar, criar, comer, dar, boquetear, tatuar, colocar piercing, tomar porre, cantar rock, correr, caminhar, protestar mascarado, fazer má-criação, birra, beicinho. Tudo é permitido dentro do espaço estabelecido pela cerca.

Não se esqueça de que temos donos aqui na terra. Fora daqui, embora nunca tenhamos visto, acreditamos que somente Deus possua a nossa escritura definitiva.

Aqui no Curral conhecemos nossos donos, podemos vê-los e, principalmente, senti-los.

Alguns tentaram pular a cerca e construir espaço próprio. Deram-se mal.

As práticas para crescer dentro do Curral, sempre foram as mesmas: acertos com quem manda.

Isso é coisa muito antiga, várias corporações que ao longo do tempo  tornaram-se robustas, mamaram e cresceram nas volumosas tetas governamentais.

Inúmeras licitações são feitas para inglês ver. Sempre ganham os aliados ou, mais sofisticadamente, os “parceiros alinhados com as diretrizes dos governos”.

E, uma vez lá dentro, é como se você estivesse no Paraíso.

Tudo é fácil, grana a rodo, todo mundo feliz, velhos e novos ricos unidos por uma espécie de corporativismo da mamata. E se  o Brasil tá uma zona, com bagunça e violência generalizadas, não tem problema companheiros, esse país é uma bosta mesmo, um povinho horroroso, mas Miami, New York e Paris, ficam logo ali! A vida é uma festa!

Almoços, happy-hours, jantares, coquetéis, acordos, maracutaias, cabelos acaju, botox, dentaduras, perucas, cuecas de fundo falso, óleo de peroba, amantes, putas, cafetinas, meliantes comandando ministérios, barangas dirigindo estatais, bandidos julgando ladrões, ladrões julgando bandidos, um bacanal espetacular, que durará até as próximas eleições, quando os políticos comparecem eufóricos para a cerimonia de renovação de estupros ao povo brasileiro.

Esse ano, o sonho de Anggellinnus Boccattus era trabalhar menos, curtir mais a vida, coçar mais o saco, arrumar um empreguinho moleza e lucrativo, sei lá, algo assim como ser assistente dos consultores Zé Dirceu ou Pallocci. Mas ainda não vai dar. Porém, pelo cenário que está se desenhando para as próximas eleições, ele acredita que finalmente conseguirá “um alinhamento com as diretrizes de um novo governo”.

E assim, no ano que vem, seu sonho finalmente será realizado e Anggellinnus, eufórico, ganhará inclusão social nas gigantescas tetas da viúva violentada eternamente em berço esplêndido.