Consultório Sentimental No7

Consultório Sentimental

Profissional responsável: Sexóloga Dra Abbddas Boccattus

Prezada Dra Abbddas,

Tenho 55 anos, pertenço a uma família paulista quatrocentona e acabo de me divorciar, depois de 26 anos de casamento.

Meu bisavô, italiano, chegou ao Brasil em 1890, com uma mão na frente e outra atrás, mas revelou-se um gênio empreendedor. Logo descobriu que o Brasil oferecia terreno fértil para instalação de propinodutos e que poderia ficar milionário. E foi assim que ele modernizou essa prática tão difundida hoje em todos os segmentos da sociedade e é responsável por grande parte das fortunas nacionais. Reafirmo com orgulho: meu bisavó Genaro Torteletta foi o grande precursor dos métodos corruptivos e, em meio século, construiu um império englobando vinte e duas empresas de diferentes setores.

Minha bisavó, sua esposa, era dançarina de cabaré no porto de Santos, quando o conheceu e em menos de um ano se casaram. Tiveram três filhos, mas era voz corrente que ela o traía com todo mundo, desde o motorista e fornecedores até funcionários das empresas. Biso Genaro era ruim de cama e tinha ejaculação precoce de alta velocidade.

Bem, para não me estender muito sobre a família, digo apenas que meu avô e depois meu pai eram cópias escarradas de biso Genaro, não só nas características ejaculativas, como no talento para distribuir propinas, o que fez nosso império crescer ainda mais.

Modéstia à parte, eu também herdei todas as características de meu bisavô e até aperfeiçoei, tornando-me, além de empresário de sucesso, um senador multiplicador de minha própria riqueza.

Tudo parecia ir bem, até que, um belo dia cheguei em casa mais cedo e encontrei Margareth, minha esposa, na cama, com o neto do jardineiro. A partir dali, descobri um monte de casos envolvendo Margareth e os mais diferentes tipos, desde Guaracy, o limpador da nossa piscina, até o piedoso padre Jordão.

Para evitar escândalo, divorciamo-nos discretamente e ela levou uma bela grana além de alguns imóveis.

Bem, Dra Abbddas, o motivo de estar lhe escrevendo é porque, no mês passado, eu estava no Rio de Janeiro e conheci Katia Cilene, moça incrível, profissional de uma boate portuária, igualzinho ao que aconteceu com meu bisavô. Foi fulminante, apaixonamo-nos perdidamente. Katia é sincera, atenciosa, carinhosa e confessou jamais ter sentido por um homem o que sente por mim. Em sua opinião, é muito cedo para pedi-la em casamento, ou devo esperar mais um mês?

 

Prezado Nicola Torteletta,

 

Embora não seja religiosa, eu acho que o caso de sua família parece ter o dedo do divino: se por um lado você e seus antepassados ficaram milionários na base do jabaculê, por outro foram castigados com velozes ejaculações precoces e falta de talento na alcova.

Bem, Nicola, desculpe, mas serei curta e grossa: ou você é um completo idiota em termos de sexo oposto, ou sente prazer em dar flagrantes em suas companheiras. Casar ou não casar é uma decisão exclusivamente sua, mas, a menos que Katia Cilene atinja o orgasmo na mesma velocidade de sua ejaculação, as chances de um exuberante arvoredo voltar a florescer em sua cabeça, são de 100%.

 

Abbddas Boccattus

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s